Um pouco mais sobre música eletrônica

StockSnap_CC6GRB7SL6

Muitas vezes, música eletrônica é classificada dentro de apenas um estilo, só que na verdade, possui inúmeros!

No post de hoje vim esclarecer isso pra vocês. Trouxe os principais estilos de música eletrônica e suas características. Vamos lá!


House

 

Esse estilo é marcado por batidas em rápidas (entre 118 e 135 batidas por minuto). Possui várias vertentes, como a Electro House, Deep House, Progressive House.


Techno

 

Uma música essencialmente dançante, com um ritmo e batida acelerada. A melodia repetitiva acaba se tornando meio irritante pra quem não está acostumado a ouvir esse tipo de música.


Break-Beat

 

A vertente mais antiga, que surgiu na década de 1970. Utilizada em ritmos como o fuk, hip-hop e electro, se modificando gerando os “breaks”


Drum and Bass

 

Abreviado como D&B/ DnB, caracterizado por batidas rápidas (próximas de 170 batidas por minuto).


Trance

 

É uma mais conhecidas e principais vertentes. Emergiu na década de 90 e é marcada pela forma musical progressiva e seus sons industriais.


Minimal

 

Um gênero minimalista que está ligado a arte minimalista e com o movimento.


Dubstep

 

Um dos meus preferidos, é marcado pelo uso de sub graves e sons de frequências musicais , os drops são introduzidos de uma forma impactante.


Trap Music

 

Marcado pela batida do rap, barulhos repetitivos durante a música, gerando uma melodia mais agressiva.


Chill Out Music

 

É um estilo de música eletrônica relaxante, mas pode ser usado também apenas como música relaxante.


Adorei fazer esse tipo de post! Esperem por mais desse estilo, só que sobre outros gêneros musicais.

Espero que tenham gostado! Até o próximo post!

Beijos.

Maria

5 músicas preferidas do momento.

Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

O post de hoje é sobre música! Especificamente sobre as músicas que mais estou ouvindo recentemente. Vamos lá!


Love – Lana Del Rey

Sou absolutamente apaixonada pela voz da Lana, e o estilo bem característico das músicas dela. Essa, do álbum novo dela (que vai ter post falando sobre!), me conquistou com a letra e com a melodia.


This Charming Man – The Smiths

Uma música não tão nova assim, mas que nunca, nunca perde seu sentido e o amor dos fãs. Quem ama The Smiths, sabe do que eu to falando.


Make You Feel My Love – Adele

Outra cantora que a voz, só de ouvir um pouco, já da saber totalmente.


Johnny Boy – Twenty One Pilots

É impressionante, todas as músicas do Twenty One Plitots, especialmente o refrão, te passam uma energia tão boa, eu amo isso.


Harder – Tiësto & KSHMR

Mais uma música que me conquistou de primeira com o seu drop (que aliás achei muito fofo rs)


Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado das músicas!

Até o próximo post! Beijos!

Maria.

Depois de Auschwitz – Resenha

Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Como vocês já puderam perceber, hoje o post é mais uma resenha! Comecei esse livro no meio das férias, acabei me empolgando muito com a história e já terminei.

A resenha de hoje é do emocionante e surpreendente: Depois de Aushwitz escrito por Eva Schloss.

Depois de Auschwitz - Eva Schloss
foto: google

Sinopse:

Em seu aniversário de quinze anos, Eva é enviada para Auschwitz. Sua sobrevivência depende da sorte, da sua própria determinação e do amor de sua mãe, Fritzi. Quando Auschwitz é extinto, mãe e filha iniciam a longa jornada de volta para casa. Elas procuram desesperadamente pelo pai e pelo irmão de Eva, de quem haviam se separado. A notícia veio alguns meses depois: tragicamente, os dois foram mortos.

Este é um depoimento honesto e doloroso de uma pessoa que sobreviveu ao Holocausto. As lembranças e descrições de Eva são sensíveis e vívidas, e seu relato traz o horror para tão perto quanto poderia estar. Mas também traz a luta de Eva para viver carregando o peso de seu terrível passado, ao mesmo tempo em que inspira e motiva pessoas com sua mensagem de perseverança e de respeito ao próximo – e ainda dá continuidade ao trabalho de seu padrasto Otto, pai de Anne Frank, garantindo que o legado de Anne nunca seja esquecido.

Pela sinopse e pelo título vocês já podem perceber que os relatos contidos no livro são pesados e muito mas muito emocionantes. Como já disse anteriormente aqui no blog, me interesso demais a todos os assuntos e curiosidades relacionadas com Segunda Guerra Mundial. Quando vi que Eva teve relações com Anne Frank (que seu diário é meu livro preferido) e que era uma sobrevivente do Holocausto, me empolguei demais.

Eva nasceu na Áustria, em Viena e teve uma infância tranquila, juntamente de seus pais, Erich  e Fritzi (a quem chama de Pappy e Mutti) e com seu irmão inseparável, Heinz. Eva era uma menina travessa, elétrica e habilidosa, Heinz era um artista, paciente e sentimental. A maneira como Eva relata os acontecimentos é de uma forma muito direta, objetiva e simples, fazendo a leitura fluir de forma bem rápida. Outras pessoas que tiveram importância na infância de Eva foram seus avós, David e Hermine.

Após a chegada dos Nazistas na Áustria, Eva já começa a notar as mudanças de comportamento para com os judeus e o antissemitismo em constante crescimento. Judeus não podiam mais frequentar cafés, padarias e hospitais onde os médicos não eram judeus. Passaram a ter de usar uma estrela dourada costurada em suas roupas, mostrando publicamente que eram judeus, mas era mais parecido que estavam se declarando criminosos. O olhar das pessoas, a aversão da população para com os judeus é algo que Eva descreve como uma das piores experiências.

Eva e sua família tiveram de se mudar, já que ficar na Áustria não era tão seguro como antes. Seus avós conseguiram vistos para a Inglaterra, mas esses vistos foram negados a família de Eva. Tiveram de ir para Holanda, Amsterdã, ficariam instalados na praça merwedeplein, que era onde vivia Anne também. O local se transformou em uma espécie de gueto da cidade, apenas composto por judeus. Nesse momento, Eva ainda tinha contato com o irmão e com o pai, mas a partir de um tempo, a própria passou a ser perigosa para eles, sendo assim, tiveram de se separar. Eva ficaria com a mãe e Heinz com o pai. Esse é um dos momentos do livro em que mais me emocionei, quando Eva descreve o momento da despedida entre a família e seus pais reagem com naturalidade e uma certa frieza, já que precisavam ser fortes por seus filhos naquele momento.

A trajetória de Eva, durante o momento em que ela e sua mãe estavam vivendo como “fugitivas” é cheia de reviravoltas, até chegar o momento em que foram traídas por uma conhecida, sendo entregadas aos oficiais da S.S. Vale ressaltar que no dia que foram pegas, era o aniversário de 15 anos de Eva.

O caminho até a Aushwitz e as novas adaptações daquela nova forma de se viver, são retratadas detalhadamente, com muita emoção óbvio. Uma das cenas que mais fiquei aterrorizada, foi o momento em que Eva relata a experiência que teve com uma das Kapos de Aushwitz (uma espécie de militares mulheres do campo), em acabou sendo forçada a virar sobre si mesma um balde cheio de fezes e urina, e ter de ficar com aquilo sobre seu corpo o dia inteiro. Essa é só uma das terríveis expêriencias que ela passa no campo. Eu já tinha uma visão aterrorizante sobre o campo e o que se era feito ali, mas depois de ler esse livro acabei redobrando minhas percepções.

Estou omitindo vários dados e acontecimentos do livro, pois é cheio de detalhes e história. O final é surpreendente e tocante, e mostra que apesar de ter passado por condições e por ambientes mortais, Eva superou tudo aquilo e tornou-se quem desejava ser. É um livro incrível, emocionante e único. Recomendo demais!!

Espero que tenham gostado da resenha! Até o próximo post!

Beijos.

Maria.

Cosméticos do meu dia a dia.

Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Gostei muito de falar sobre beleza por aqui, e decidi continuar!

No post de hoje trouxe os cosméticos que mais gosto de usar, que utilizo em meu dia a dia e me ajuda muitoo! São cosméticos variados ( para cabelo e para pele).

Espero que gostem! Vamos lá!


Blur Oil Free- Koloss

DSCN3479_Fotor

Nunca tinha ouvido falar sobre o Blur, e foi bem de repente que descobri esse cosmético. Ele é perfeito pra disfarçar aquelas linhas de expressão que incomodam na maquiagem e a oleosidade da pele! Ele funciona como um ótimo primer, principalmente na região das olheiras.


Base Líquida TimeWise – Mary Kay

DSCN3493_Fotor

Essa é uma daquelas bases que você se apaixona pelo acabamento perfeito e duradouro sabe? Ela produz um efeito muito bonito na pele. Eu a utilizo regularmente, tanto pra maquiagens mais carregadas como para situações mais casuais.


Base Matte Magic – Koloss

DSCN3494_Fotor

Essa base possui um efeito ainda mais duradouro e matte que a da Mary Kay. Ela é mais grossa, sendo assim eu a utilizo mais em maquiagens pesadas, com a preparação da pele mais demorada.


Mousse de Limpeza Facial – Nivea

DSCN3496_Fotor

É literalmente um mousse, que produz uma espuma bem macia e refrescante. Eu uso no banho, ao acordar e antes de dormir. Ele deixa a pele com uma maciez e hidratada, é ótimo!


Leave- in Regenerador Color Revive Lichia + Nano Sericina – Haskell

2017-07-15 11_Fotor

Esse leave-in funciona como pré-escova, você pode passar no cabelo após o banho e utilizar como um protetor térmico que deixará seu cabelo macio e leve, ou também como um protetor solar sem enxágue, em situações de estar em uma praia por exemplo. E para quem já tingiu o cabelo uma vez, ele faz a cor não desbotar tão rápido.


Base em pó mineral – Mary Kay

DSCN3488_Fotor

Ele funciona como uma espécie de base! É perfeito pra aqueles dias que a preguiça de passar base é maior. Eu utilizo ele quase sempre, pra finalizar a pele e no dia a dia.


Protetor Solar Idéal Soleil Antiacne – Vichy

2017-07-15 11.42.35

Com certeza algo indispensável, pra qualquer tom de pele. Ainda mais para a minha, bem branquinha. E o melhor, ele atua também na prevenção de surgimento de acnes e no tratamento daquelas que já existem. Utilizo diariamente!


Máscara para cílios 3 em 1 – Intense

DSCN3480_Fotor

Literalmente, o efeito que a máscara diz fazer, ela faz mesmo! Ela alonga muito os cílios, deixa bem definido. Meu cílios que já são bem curvadinhos, ficam mais ainda! Recomendo!


Vale ressaltar que todos os produtos que citei aqui, possuem um preço acessível!

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado desse estilo de post! Amei fazer!

Até a próxima!

Beijos.

Maria.

Sobre Campos do Jordão – Parte 2

Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

O post de hoje é a segunda parte do post sobre a minha viagem a Campos do Jordão. Com mais fotos e dicas de passeios. Vem conferir!

Parque Estadual de Campos do Jordão

Uma área de preservação ambiental e natural que ocupa 40% da área do Município! Pra quem gosta de estar em contato com a natureza e de aventuras, esse é o lugar perfeito. O Parque proporciona trilha de bike, arborismo, tirolesa e trilhas no meio da mata. Além de áreas para relaxar, fazer piqueniques e um ótimo restaurante! Vale a pena conhecer.

DSCN3350_Fotor

DSCN3339_Fotor

DSCN3351_Fotor

DSCN3355_Fotor

DSCN3361_Fotor

DSCN3362_Fotor


Pico do Itapeva

Com certeza uma das mais lindas vistas do estado! O cume com 2025 metros de altitude, está situado na verdade na cidade de Pindamonhangaba, que fica 35 metros da divisa com Campos do Jordão. O caminho até lá é uma subida pela serra, recheada de paisagens lindas! A vista é linda demais! Você não irá se arrepender.

DSCN3371_Fotor

DSCN3372_Fotor

DSCN3384_Fotor

DSCN3386_Fotor

DSCN3387_Fotor

*todas as fotos são de minha autoria!

Então é isso pessoal! Espero que tenham gostado das fotos e das dicas! Posso dizer convictamente que Campos do Jordão é um lugar lindo para se visitar e um passeio que será inesquecível para você!

Até o próximo post! Beijos.

Maria.

Sobre Campos de Jordão – Parte 1

Oi pessoal! Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Já estamos no final das férias, e a partir de tudo o que me aconteceu durante esse mês de julho, posso dizer convicta que foi incrível. Passei por diversas experiências das quais nunca irei me esquecer. E no post de hoje trouxe uma delas, e das grandes!

Recentemente retornei de uma viagem que fiz a Campos do Jordão com meus padrinhos e primos. Nunca tinha ido, mas já havia ouvido falar sobre o lugar. Me surpreendi totalmente e recomendo muito como destino de viagem!

* Dividi o post em duas partes, para não ficar tão extenso

Trouxe algumas fotos que fiz lá, e dicas de lugares para conhecerem! Vamos lá!

2017-07-23 14_Fotor
No centro da cidade há um calçadão, que reúne diversos restaurantes, bares, lojas, galerias e muito mais.
flores
A cidade contém uma grande quantidade de flores, lindas!
DSCN3056_Fotor
(foco amigo)

Museu Felícia Leirner

É uma área preservada de Mata Atlântica que contém o Museu Felícia Leirner e o Auditório Cláudio Santoro, onde assisti a um concerto de uma orquestra sensacional. Vale a pena conhecer!

DSCN3061_Fotor

DSCN3067_Fotor

DSCN3072_Fotor

DSCN3080_Fotor

DSCN3091_Fotor

Tarundu

Um parque sensacional! Reúne diversas atividades, como passeio a cavalo, patinação no gelo, tirolesa, passeio de mini buggy e volta de balão! * um ponto muito importante a se destacar, para você já ir preparado, é o preço. Saiba que os brinquedos não são muito baratos, especialmente em temporada! Então pense bem em qual vai querer ir e se vai valer a pena para você.

A paisagem e a gastronomia do parque é incrível! Vale a pena conhecer!

DSCN3128_Fotor

DSCN3154_Fotor
A modelo clássica das minhas fotos

DSCN3142_Fotor

DSCN3159_Fotor

DSCN3162_Fotor

DSCN3173_Fotor

Amantikir

Um parque composto por diversos jardins, de inúmeros pontos do mundo. Com certeza um lugar que irá te trazer muita paz e tranquilidade. Um dos lugares mais lindos que já visitei e com vistas que podem proporcionar fotos maravilhosas. Recomendo muito!

DSCN3204_Fotor

DSCN3215_Fotor
Essa foi tirada dentro do labirinto do parque (que por acaso conseguimos sair de primeira).

DSCN3184_Fotor

DSCN3267_Fotor
Esse banco dava pra uma vista linda.
DSCN3181_Fotor
Com certeza uma das melhores vistas do parque.

DSCN3180_Fotor

DSCN3299_Fotor

DSCN3167_Fotor

DSCN3175_Fotor

DSCN3219_Fotor

DSCN3280_Fotor

DSCN3330

Espero que tenham gostado! Até a segunda parte!

Maria.

Até O Último Homem (Hacksaw Ridge) – Resenha

maxresdefault (1)
(Mark Rogers/Divulgação)

Mais uma resenha! Dessa vez de um filme mais pesado. Hoje vim falar com vocês sobre “Até O Último Homem” (Hacksaw Ridge). Um filme tocante, surpreendente e bem feito.


Sinopse:

Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss (Andrew Garfield) se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

Fonte: AdoroCinema

Lançado em 2016, com uma direção de Mel Gibson e roteiro de  Andrew Knight e Robert Schenkkan. Bem, já sabendo o nome do diretor e todo o seu estilo e polêmica (deixemos isso de lado), vocês já partem do pressuposto que é um filme que mostra bastante violência. Mas ao mesmo tempo, é muito humano.

O filme conta com um elenco com Andrew Garfield, Vince Vaughn, Sam Worthington, Luke Bracey,  Teresa Palmer e Hugo Weaving. Já foi indicado a premiações como o AACTA Awards, onde ganhou em 9 categorias, Critics’ Choice Awards, que venceu em 2 categorias, Hollywood Film Awards, que venceu em todas as categorias nas quais foi indicado e o mais recente, o Oscar 2017, que venceu como Melhor Mixagem de Som e Melhor Edição.

Partindo de todos esse dados, vamos para a história. A trama gira em torno de Desmond Doss e sua luta no campo de batalha da Segunda Guerra Mundial. Desmond atuou como soldado e socorrista na Batalha de Okinawa, e desarmado, salvou 75 homens. Sim, isso mesmo, ele não portou arma alguma.

Desmond nasceu em Lynchburg, Virginia, seus pais Thomas Doss e Bertha E. Oliver Doss. Em 1942 alistou-se no exército e foi selecionado, mas durante todo o seu treinamento recusou-se a matar um soldado inimigo e carregar uma arma devido a suas crenças pessoais. Ele era membro devoto da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Desmond tornou-se o primeiro e único Objetor de Consciência (pessoas que seguem princípios religiosos, morais e éticos de sua consciência, que são incompatíveis com o serviço militar) a receber uma Medalha De Honra do Exército Americano e outras diversas condecorações.

A trajetória de Desmond é muito bem retratada no filme, e a atuação de Andrew Garfield foi um ponto importantíssimo que contribui com peso na estrutura do enredo. Pelo fato de o filme ser extenso, há uma espécie de divisão bem marcante de dois atos. O primeiro ato, que conta toda a história de vida de Desmond, mostra os problemas com o pai, que anteriormente foi um militar mas acabou amargurando-se depois da guerra, envolvendo-se com bebida e até mesmo machucando os próprios filhos e a esposa. Mostra também como conheceu sua futura esposa Dorothy Schutte.  E por fim a sua entrada no exército e os problemas que teve com os militares devido as suas crenças.

O segundo ato mostra Desmond em campo de batalha, que é algo surpreendente e inacreditável. Há cenas em que o clichê de filmes de guerra está presente, mas isso não prejudica o filme. Os momentos em que há grandes batalhas, são muito bem filmados. A cena de Desmond que mais me tocou, foi o momento em que todos os soldados americanos haviam recuado, pois os japoneses estavam em maior quantidade, porém Desmond permaneceu em campo de batalha, procurando incansavelmente por feridos que precisassem de ajuda médica. Ele salva 75 homens dessa maneira, ele não dorme, não come, apenas pede para que o seu deus o ajude a salvar apenas mais um. É incrível.

O filme mostra de fato como é uma guerra. A guerra não mata apenas aqueles que ficaram em campo de batalha, mas mata também aqueles que saíram vivos de lá. O transtorno mental que isso causa nos soldados é enfatizado no filme, sendo o maior exemplo disso o próprio pai de Desmond, interpretado por Hugo Deaving.

Filmes desse estilo, com violência bem explícita, não me agradam muito. Mas especificamente esse, me surpreendeu. No início estava meio apreensiva, por ter achado o clima muito pesado, porém logo depois me empolguei e me envolvi muito com a história. Gostei bastante, minhas expectativas foram superadas e me emocionei bastante. Recomendo sem sombra de dúvidas!

Espero que tenham gostado da resenha! Até o próximo post!

Beijos!

Maria.

5 coisas que você não sabia sobre o seu cabelo.

Oi pessoal! Tudo bem com vocês?

O assunto de hoje é diferente, nunca falei sobre isso aqui no blog. Irei falar sobre beleza! Especificamente sobre a saúde dos cabelos.

Trouxe 5 dicas pra vocês, sobre erros que provavelmente você não sabe sobre o seu cabelo e você faz! Vamos lá!

DSCN1161_Fotor

Muitas vezes, acabamos fazendo certas coisas com o nossos cabelos achando estar fazendo bem, mas é muito pelo contrário. Certas atitudes acabam danificando os fios, e os ressecando, ao invés de hidratá-los. Descobri tudo isso que irei colocar pra vocês mexendo na internet. Uso todas em meu dia a dia!

Ah! Essas dicas funcionam em todo tipo de cabelo, mas se aplicam melhor em cabelos com mais um pouco mais de comprimento.

  • Usar Máscara Hidratante na praia: Mas pera, não é na praia que os cabelos ficam mais ressecados? Sim! Mas como há um grande tempo de exposição dos fios a raios UV, os cremes hidratantes não protegem seu cabelo, e acabam os queimando, enfraquecendo-os. O ideal é passar um creme se enxágue com proteção solar, só isso.

  • Depois do banho, esfregar os cabelos na toalha: Normalmente depois do banho, é de costume secar os fios em uma toalha, esfregando-os. Isso causa um dano terrível aos fios. Deixa-os fracos e pode até quebrá-los. O ideal é apenas apertar os fios com a toalha, tirando o excesso de água.

  • Escovar várias vezes os cabelos: Principalmente depois da lavagem, os fios não devem ser escovados, e sim separados com os dedos. Escovar muito os cabelos estimula o aumento da oleosidade. O ideal é utilizar uma escova com dentes escassos, começando pelas pontas e subindo lentamente até o couro cabeludo.

  • Usar secador sem o difusor: O difusor é aquele acessório que vem com todo secador, é uma espécie de ponta comprida. Ele deve ser usado a uma certa distância dos fios, assim pode ajudar a selar as microescamas. Começando com um jato mais quente, terminando com o jato frio.

  • Não passar condicionador após a hidratação: Muita gente passa o condicionador antes, eu mesma fazia isso. Mas o condicionador deve ser a etapa final da lavagem , selando os fios e a cutícula do cabelo, melhorando os resultados.

 

Espero que tenha ajudado!! Até o próximo post!

Beijos!

Maria.

Quando se encontra alguém.

DSCN2251_Fotor.jpg

Quando você encontra alguém. Um ombro amigo, um abraço, um sorriso, aquele sorriso. Completa-se o que faltava, o que não tinha, o que precisava. Num pequeno instante de bravura, há uma mistura de sentimentos e um turbilhão de emoções, que inacreditávelmente resultam em um único produto, amor.

Amor é aquilo que não é digno nem nos dá capacidade de definí-lo. Amor é amor por si mesmo. É dele que vem o afeto, o carinho, o apego. Privilégio é daqueles que amam, mas mais privilegiados são aqueles que nunca deixaram de amar.  A vida se torna mais vida, as cores se tornam mais vibrantes, o dia se torna mais dia. A risada, o pensamento, o batimento,  a sensação única de estar apaixonado.

A insanidade de uma paixão. O inicio do enredo, a ponte para o clímax que positivamente irá fazer tudo receber seu devido sentido. Estar apaixonado é estar suscetível a loucuras, ou melhor dizendo, a experiências nunca vividas. Acordar, dormir, respirar, olhar, pensar, constantemente sobre alguém. Alguém que faz o corpo arrepiar, a pupila dilatar, o coração acelerar e as pernas fraquejar. Alguém que nos faz descobrir o que é possível quando se está pronto para amar.

Tanto os defeitos, quanto as qualidades são vítimas de admiração. Absolutamente tudo faz parte do amor. O amor cobre tudo, abraça tudo, conforta tudo também. Por isso que não tem como definir o amor, ele é tudo ao mesmo tempo. Está em constante movimento e transformação. O amor é como o Universo, cada vez mais se expande e se desenvolve, deixando-nos mais pequenos e indefesos. Nos faz pertencer a algo maior, a algo acolhedor. O amor é isso, e muito mais.

Tenho o privilégio de saber um pouco a sensação sobre isso, tenho muito a descobrir ainda. Mas me considero sortuda, por tudo o que já sei até aqui. Tudo isso o que eu falei, e por tudo o que falarei ainda se deve unicamente ao fato de eu ter tido a sorte grande de ter encontrado alguém, o alguém.

10. Obrigada por todas as descobertas.

Maria.